Connect with us

Pesquisar...

Acre

Disque-Coronavírus atinge mais de 10 mil atendimentos no estado

Parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), a Universidade Federal do Acre (Ufac) e o Telessaúde oferece à população um canal para tirar dúvidas e receber orientações Fotos: Cedidas

Estou sentindo os sintomas da Covid-19, o que devo fazer? Devo me deslocar até uma unidade de Saúde? Como está a doença no estado? São essas e outras dúvidas que chegam até a equipe do Disque-Coronavírus, formada por cerca de 80 alunos de Medicina, orientados por seis professores. O canal foi aberto logo no início da epidemia no Acre, e,  passados 80 dias de pandemia no estado, atingiu a marca de 10 mil atendimentos.

A parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), a Universidade Federal do Acre (Ufac) e o Telessaúde oferece à população um canal para tirar dúvidas e receber orientações a respeito dos sintomas, além de fornecer informações atualizadas sobre o cenário da pandemia no Acre.

 

A ferramenta também contribui para que não haja superlotação nas unidades de atendimento, de acordo com o médico coordenador do projeto, Odilson Silvestre. “O serviço tem sido fundamental para que o sistema de saúde não sofra um colapso, como ocorreu em outras cidades na Região Norte”, explica.

O médico chama a atenção para o fato de ainda não se ter um tratamento específico para a Covid-19, sendo utilizados pelos profissionais de saúde apenas medicamentos que ajudam no controle dos sintomas, como a febre, por exemplo. Salienta também que o canal de teledúvidas não tem o papel de receitar nenhuma medicação.

“Tem  muita gente que acha que só porque começaram os sintomas tem que usar um monte de remédios e isso não é feito e nem orientado por nossa equipe, nem mesmo pelos médicos que atendem presencialmente, pois não existe comprovação ainda, como no caso da hidroxicloroquina”, destacou Odilson.

Os protocolos seguidos pela equipe do Disque-Coronavírus são baseados nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS),  do Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos e outras referências da literatura médica comprovadas cientificamente.

 

Fonte: agencia.ac.gov.br

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Brasil

Mais telas, mais sobremesas, mais “sim” e o “não” passou a ser usado só para situações inevitáveis. Para manter a saúde emocional das crianças...

Brasil

Edital busca material mais resistente ao vírus para fabricação de EPIs Um projeto de pesquisa financiado pelo Edital de Inovação para a Indústria do...

Brasil

Tem novidade no WhatsApp! O aplicativo anunciou um novo recurso que permite o pagamento digital. Com a nova ferramenta do WhatsApp, os usuários podem enviar...

Entretenimento

Novo longa da franquia estava previsto para chegar aos cinemas em maio de 2021 Mais um filme teve a estreia adiada por causa da...